Habitação Social e Casa de Chá custam à Câmara 235.000 Euros

Na reunião de Câmara Municipal de 19 de Maio, o Executivo Municipal tomou conhecimento da aprovação do Projeto do edifício misto na Rua da Judiaria, n.º 17-19, em Castelo de Vide após o parecer favorável, apenas condicionado ao acompanhamento arqueológico, por parte da Direção Regional da Cultura do Alentejo.


Recorde-se que o projeto já tinha sido apresentado ao Executivo Municipal na reunião de 7 de abril.


O que ainda não se tinha conhecimento era que o mesmo, terá um custo de 235 mil euros aos cofres da autarquia.


O Vereador Tiago Malato registou o seu espanto e indignação pelo preço do projeto:


«Pela primeira vez oiço e espanto-me com o valor desta obra, de 235 mil euros. Não alcanço a razão de ser deste investimento, que segundo me lembro servirá para fazer um salão de chá e uma casa de habitação social. Será da utilização do betão? Ou dos materiais escolhidos? Ser bom e confortável não significa ser caro! Se tivesse uma sanita em ouro certamente que duplicaria ou triplicaria o orçamento. Para uma autarquia pequena como a nossa, é muitíssimo caro. Com essa verba, o que se poderia fazer em intervenção pública, nomeadamente de habitação?


Não acho suficiente a explicação que se trata de uma obra de uma arquitecta com nome e grande obra em Lisboa. Para mim esse é um argumento provinciano. Se se tivesse feito um concurso de ideias e um concurso para um programa, avaliando também a proposta financeira, a solução talvez fosse outra. 235 mil euros é muito dinheiro para uma intervenção. Esta adjudicação não subiu a reunião de câmara. E lamento não ter sabido antes da intervenção da arquitecta, pois teria lhe dito precisamente o que estou a dizer aqui. Contudo a decisão política foi exclusivamente do atual presidente, o que lamento.»




221 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo