Associativismo e Critérios de Apoio

Na reunião de Executivo Municipal de 17 de dezembro, o Vereador João Diogo Carlos, no âmbito da dos vários pontos de atribuição de subsídios a coletividades, fez a seguinte intervenção, para que a atribuição dos mesmo possa ser mais justa e transparente:


«Falando de forma genérica sobre a atribuição de subsídios, com base no Regulamento de Apoio ao Associativismo e a Iniciativas de Interesse Público, e não deste em particular, parece-nos que os critérios de atribuição acabam por ser pouco claros e às vezes até suscetíveis de outras interpretações.


Hoje aqui atribuímos dois subsídios pontuais, um no valor de 800€ e outro de 1800€ para situações específicas, e ao mesmo tempo atribui-se um outro no valor de 1000€ para fazer face a despesas de um ano inteiro.


Na nossa opinião, é importante que de alguma forma o critério de atribuição da Comissão de Análise possa ser público, até de forma a que as próprias Associações possam melhorar para, eventualmente, terem acesso a um financiamento mais justo, consoante os seus planos de atividades e a execução dos mesmos. Atribuir subsídios com base no valor que se dava há 10 e 20 anos não nos parece ser o melhor critério.


Fica o desafio para o Executivo, e para a Vereadora do pelouro, poder melhorar esta situação.»





66 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo